c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
05/07/2024 às 20h36min - Atualizada em 05/07/2024 às 20h36min

Justiça condena irmãos por morte de homem após briga por cerveja que caiu na mesa de sinuca

O crime aconteceu em um bar de Gavião Peixoto no dia 17 de julho de 2022; Danilo Barbosa do Carmo de 32 anos levou um tiro na nuca e o irmão dele foi esfaqueado nas costas

Flavio Fernandes
Foto: Arquivo Pessoal
Dois irmãos foram condenados pela Justiça acusados de matarem um homem de 32 anos e pela tentativa de homicídio do irmão dele, em julho de 2022, em Gavião Peixoto, cidade que fica a 35 quilômetros de Araraquara. Danilo Barbosa do Carmo foi morto durante uma briga, motivada pela queda de um copo de cerveja em uma mesa de sinuca. 

O processo está em segredo de justiça e por isso o nome dos réus não foram divulgados, mas de acordo com o MP-SP (Ministério Público de São Paulo), as penas foram de 45 anos de prisão no regime fechado para um dos acusados e 26 anos de prisão para o outro por homicídio qualificado, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de arma de fogo. A decisão cabe recurso e foi proferida pela defesa na última terça-feira (7).

O Portal Araraquara Agora não conseguiu contato com a defesa dos acusados e quando houver alguma manifestação, está matéria será atualizada. 

RELEMBRE O CRIME

De acordo relatado no processo, os réus eram proprietários do bar e armaram uma emboscada, após a filha de uma das vítimas derrubar um copo de cerveja na mesa de sinuca do estabelecimento. O caso aconteceu no dia 17 de julho de 2022.

Na época do crime chegando no local Ariovaldo Barbosa do Carmo, de 38 anos, acabou sendo esfaqueado pelas costas por um dos acusados, enquanto seu irmão, Danilo Barbosa do Carmo, estava na calçada do bar e levou um tiro na nuca que foi disparado pelo outro réu.



Ainda no chão Danilo continuou sendo esfaqueado e um dos criminosos ainda tentou atirar contra Ariovaldo, porém a arma falhou. Ele conseguiu fugir, ficou internado e sobreviveu à tentativa de homicídio.

A justiça entendeu que os condenados agiram por motivo fútil, com meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa. Na época a dupla até chegou a fugir para o estado de Minas Gerais, mas foi presa e não poderá recorrer da decisão em liberdade.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »