05/04/2021 às 10h57min - Atualizada em 05/04/2021 às 10h57min

Retomada de atividades físicas demanda cuidado e atenção redobrados

As quarentenas impostas pela Covid-19 têm ocorrido de maneira sazonal pelo país e vêm seguindo as necessidades regionalizadas de interromper a transmissão do vírus. Dessa forma, a possibilidade de realizar atividades físicas têm se limitado aos períodos sem restrições de locomoção, porém é preciso tomar cuidado ao retomar os exercícios após algum tempo parado.

De acordo com o cardiologista Dr. Yuri Brasil, a retomada de um esforço físico por uma pessoa nessas condições apresenta os mesmos riscos de alguém que nunca se exercitou. O aumento abrupto da pressão arterial pode acarretar infarto, derrame, reações vagais e até perda da consciência e trauma.

“Os grupos que mais demandam atenção durante o retorno são os portadores de doenças cardíacas. A recomendação é que sejam feitas consultas e exames regulares com um cardiologista para que o profissional possa indicar a melhor maneira de se exercitar sem que o paciente corra nenhum risco”, explica.

Para o Dr. Yuri, o acompanhamento de um cardiologista é necessário independente da atividade física escolhida, sejam caminhadas, corridas, musculação ou qualquer outro esporte. “O mais importante é fugir do sedentarismo e buscar uma rotina de exercícios regular, mesmo que dentro de casa”.

Em relação a aqueles com propensão a sofrerem ataques cardíacos, o especialista explica que é preciso atenção aos sintomas que possam sinalizar o infarto, como dor no peito com irradiação para os braços, pescoço e mandíbula, náuseas, vômitos, sudorese excessiva e palidez cutânea. “Ao aparecimento de quaisquer sinais, procure atendimento médico”, diz.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »