03/06/2021 às 18h00min - Atualizada em 03/06/2021 às 18h00min

Eleição em Trabiju pode ser suspensa novamente caso coronavírus avance

Eleição continua confirmada para o dia 4 de julho

Por Rian Fernandes
Foto: Arquivo/Araraquara Agora
A eleição suplementar em Trabiju foi remarcada pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo para o dia 4 de julho. As campanhas dos candidatos ao Executivo poderão começar em junho. No entanto, mesmo com a nova data definida, ainda assim existe a possibilidade da votação ser novamente suspensa. 

Com os casos de coronavírus crescendo em cidades da região, como em Boa Esperança do Sul, e os alertas já emitidos em Araraquara, o portal Araraquara Agora procurou o Tribunal Regional Eleitoral para comentar sobre a possibilidade de uma suspensão.

A resposta obtida pelo Araraquara Agora junto ao TRE confirmou que o pleito pode ser novamente interrompido caso o Estado de São Paulo retroceda para uma fase mais restritiva do Plano São Paulo. Porém, garantiu que ainda assim a votação permanece confirmada até o momento.

"A eleição suplementar está confirmada. Caso o Estado de São Paulo retroceda para uma fase mais restritiva do Plano São Paulo, existe a possibilidade de uma nova suspensão. É necessário acompanhar as mudanças de cenário", explicou a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. 

Vale lembrar que o Plano São Paulo regula as regras impostas aos setores econômicos. Na época da eleição que aconteceria no dia 7 de março, a votação foi suspensa nos últimos dias de campanha depois que o território paulista foi colocado na fase mais restritiva por conta do avanço da pandemia. 

Relembre a situação eleitoral em Trabiju 

Toda a confusão eleitoral na cidade se dá depois que Juca Tavoni venceu a eleição municipal de 2020 pelo MDB. O ex-prefeito disputou o pleito com recurso em um indeferimento de candidatura, que foi mantido pelo TRE dias após a votação.

Já as eleições suplementares que estavam marcadas para ocorrer no dia 7 de março de 2021 não aconteceu. Naquela oportunidade disputavam para assumir a prefeitura a candidata Cláudia Tavoni (PV) e Marcelo Fonseca (DEM). A cidade passou por praticamente todo o período de propaganda eleitoral, mas o TRE suspendeu a eleição na última semana de campanha por conta da situação da pandemia do coronavírus na época. 

Por enquanto, a cidade é administrada pelo prefeito interino, Giovani Ferro. Ele foi candidato a vereador e eleito. Entre votação na Câmara Municipal, foi escolhido como presidente da Casa de Leis e consequentemente assumiu o cargo de prefeito.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »