25/11/2021 às 12h52min - Atualizada em 25/11/2021 às 12h52min

Estrella Galicia deve entrar em operação no fim de 2023 em Araraquara

Empresa anunciou de forma oficial a vinda para Araraquara, com investimento bilionário e a previsão de 400 empregos diretos na fábrica

Por Rian Fernandes
Imagem de como deve ser a fábrica da Estrella Galicia em Araraquara - Reprodução/Coletiva de imprensa do Governo do Estado de São Paulo
O anúncio oficial da vinda da Estrella Galicia para Araraquara foi feito na tarde desta quinta-feira (25), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Uma coletiva de imprensa foi feita pelo governo estadual para fazer a divulgação do mais novo investimento para a construção da fábrica na Morada do Sol. 

A nova fábrica de cerveja em Araraquara terá um investimento de R$ 2 bilhões, segundo o governador de São Paulo, João Doria. A unidade será a primeira da empresa fora da Espanha. 

Conforme anunciado na coletiva de imprensa, serão 400 empregos diretos na fábrica de cerveja em Araraquara, que tem previsão para entrar em operação ao final de 2023. "Um dia histórico para nossa companhia. [...] Investiremos 50% do investimento global da nossa companhia aqui no Brasil", destacou o CEO da Estrella Galicia, Ignacio Rivera. 

De acordo com ele, o Brasil foi o país escolhido porque é o segundo mercado do mundo em valor de cerveja e toda a produção não será apenas para o país, mas sim deverá abranger o mercado sul-americano. Sobre a cidade de Araraquara, o CEO da Estrella Galicia salientou que a empresa tentava encontrar a matéria prima fundamental para a produção da cerveja, a água. Na Morada do Sol foi possível localizar uma água em quantidade e com qualidade para fazer uma cerveja de excelente qualidade. 

Em seu discurso, Edinho Silva fez diversos agradecimentos, entre alguns deles, para o governo estadual, servidores da prefeitura de Araraquara, Câmara de Araraquara e para a empresa Estrella Galicia. 

O prefeito de Araraquara também falou sobre a Estrella Galicia. "Uma empresa que é líder mundial, referência na Europa, referência enquanto produto e referência enquanto capacidade de produção sustentável. Que tem capacidade produtiva olhando a responsabilidade social, criando vínculos com a comunidade onde atua". 

Segundo ele, a cidade de Araraquara precisa gerar empregos e fazer a economia crescer. "É uma fábrica que ela nasce já olhando para o crescimento. Ela nasce já olhando para crescer e ampliar, para que produza 600 milhões de litros/ano, que seria a maior cervejaria do Brasil. Uma empresa que chega para ficar, respeitando o nosso meio ambiente, respeitando os nossos trabalhadores e criando vínculo com as nossas comunidades", concluiu Edinho. 

Empregos diretos e indiretos

Além dos 400 empregos diretos que serão gerados na fábrica, o governador João Doria falou sobre a criação de oportunidades indiretas. Doria explicou que no mercado de produtos alimentícios, incluindo bebidas, a cada posto de trabalho direto corresponde a dez indiretos.

"O impacto será, na verdade, 4 mil empregos que essa nova fábrica que será implantada em Araraquara vai oferecer para a região e para São Paulo", explicou. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »