Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
07/04/2022 às 11h48min - Atualizada em 07/04/2022 às 11h48min

Quintal do vizinho está com focos de dengue? Saiba como denunciar

Durante combate a dengue, veja quais as formas de denunciar locais de perigo

Direto da Redação
Foto: Prefeitura

Araraquara realiza diversos trabalhos de combate a dengue. A cidade enfrenta um desafio com aumento de casos e a maior parte dos criadouros, cerca de 80%, nas residências.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, somente neste ano, foram registrados 2.325 casos confirmados de dengue. Foram 150 casos em janeiro, 685 casos em fevereiro e 1.487 em março. São seis óbitos causados pela dengue em Araraquara.

Atualmente são realizados trabalhos de vistoria casa a casa, nebulização, fumacê, ação de drone e conscientização da população. Veja o cronograma.

O Portal Araraquara Agora tem recebido algumas dúvidas sobre os quintais em situação de perigo e quais os canais de denúncia. Moradores conscientes que enfrentam desafios com vizinhos desleixados, que acumulam inservíveis que podem se tornar criadouros do mosquito Aedes Aegypyi.


Do Começo

Para explicar para o nosso internauta, conversamos com a gerente de controle de vetores, Alessandra Cristina do Nascimento, que tirou algumas dúvidas sobre o trabalho das equipes diante de dois problemas: terrenos abandonados e resistência de moradores com a entrada dos agentes para vistoria.

 

“Os imóveis que estão com placa de imobiliária, a gente tem livre acesso às imobiliárias. O fiscal pega a chave e realiza a vistoria. Se tiver que deixar orientação, alguma atitude a ser tomada, a imobiliária será informada”, explica Alessandra.


Já os imóveis que não tem placa, que apesar de estarem desocupados, não estão sob responsabilidade das imobiliárias, Alessandra explica que as equipes acessam o cadastro imobiliário da Prefeitura. “O fiscal identifica o proprietário, localiza no cadastro e programa o agendamento da vistoria”.
 

“Alguns casos, se não tiver a informação do telefone e não conseguir contato com a pessoa, a gente encaminha um documento por escrito, via correio, com AR, para a gente ter a confirmação de recebimento, informando ao proprietário da necessidade de abrir o imóvel para a gente realizar a vistoria”.


Se não houver resposta ou mesmo uma recusa por parte do proprietário, poderá ser aberto um auto de infração, já que o mesmo está dificultando o trabalho dos agentes. O resultado da recusa, pode gerar pagamento de multa. “Tem casos da gente encontrar dificuldades. Por exemplo, o proprietário vendeu o imóvel, então até a gente chegar ao novo dono no imóvel, não é uma ação imediata, mas são poucos casos que a gente não consegue finalizar, porque a gente busca informações de todas as maneiras”, completa.


Imóveis Abandonados

Um problema que gera muitas dúvidas, na hora da denúncia, são as casas abandonadas. A gerente de controle de vetores explica que diversos imóveis são envoltos por mato alto, ou invadidos por moradores em situação de rua. Os agentes conseguem entrar e checar se existem criadouros ou material de acumula água, porém, nestes casos, o trabalho de localização e notificação do proprietário é realizado pelo Setor de Posturas da Prefeitura.

 

“As vezes as pessoas reclamam que não comparecemos nas casas porque o mato está alto e a casa continua abandonada, mas não é da responsabilidade do Controle de Vetores”.


A gente verifica os possíveis criadouros. Estes imóveis que estão em situação de abandono, ou o próprio munícipe que tem que reclamar, junto à Secretaria de Serviços Públicos ou quando a gente adentra e vê essa situação, a gente faz um requerimento de encaminhamento para eles”.


Moradores que resistem à entrada dos agentes

Segundo Alessandra Nascimento, felizmente as equipes não tem encontrado resistências dos moradores. “As pessoas estão preocupadas com essa situação e acabam permitindo a vistoria, mas sempre tem alguns que recusam. Nestes casos, o agente aciona o supervisor, que fica diretamente no campo acompanhando eles, e o supervisor vai tentar resolver a recusa. Se o proprietário ainda sim não permitir a vistoria, a situação é encaminhada para o fiscal municipal, que tentará resolver o problema. Se não conseguir resolver, ele recebe um auto de infração por recusa”, explica.


Denúncias

Confira os canais de denúncia em Araraquara:


 

  • Quintais com possíveis focos de dengue/ Ouvidoria da Dengue – Telefones: (16) 3303 311 ou (16) 3303 3104.
  • Casas ou terrenos abandonados, com mato alto ou invadidos/ WhatsApp da Prefeitura, o (16) 99760-1190.
  • Descarte de lixo irregular e queimadas urbanas/ Telefone: 0800 770 1595.
  • Para tirar mais dúvidas, a Prefeitura ainda disponibiliza o telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, que é o 0800-7740440.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »