c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
21/06/2024 às 11h15min - Atualizada em 21/06/2024 às 11h15min

Influenciador matonense é preso suspeito por fraude de R$ 15 milhões em investimentos falsos; entenda

Gabriel Saletti Pinotti utilizava as redes sociais divulgando supostos lucros para atrair investidores

Direto da Redação



Leia Ainda:
Apontaram revólver na cara’: grupo rende vigia e leva 100 metros de fios de cobre.
Sem água? Serviço do Daae afeta abastecimento em diversos bairros de Araraquara.




Um dos maiores escândalos financeiros já registrados, envolvendo um influenciador financeiro, foi revelado. O esquema fraudulento fez mais de 200 vítimas em todo o Brasil.

 

O esquema, de acordo com investigações da Polícia Federal, causou um prejuízo total de R$ 15 milhões. O advogado Kaique Calixto é representante de 30 clientes que, juntos, perderam R$ 11 milhões. Em entrevista exclusiva ao Portal Fala Matão, o especialista adiantou o caso.

 

Segundo ele, as investigações começaram após ele apresentar uma medida cautelar civil, apresentada por ele em conjunto com escritório de São Paulo e atendimento em várias partes do Brasil, solicitando o bloqueio dos bens de Gabriel Saletti Pinotti, preso pela Polícia Federal. Gabriel, natural de Matão, atualmente morador de Ribeirão Preto, é acusado de gerenciar um esquema de falsos investimentos financeiros.

 

"Estamos falando de um esquema que lesou dezenas de pessoas, muitas das quais colocaram suas economias de vida nas mãos desse indivíduo", afirmou o advogado.
 

 

 

Uma das vítimas, que preferiu não ser identificada, relatou na reportagem do Fala Matão que perdeu R$ 75 mil no golpe.

 

Gabriel foi preso na última terça-feira (18), pela Polícia Federal, durante a operação "Take Profit", a tradução de "Obter Lucros", destinada a desmantelar o esquema de fraudes financeiras. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Matão e Ribeirão Preto, cidades vizinhas a 100 km de distância. Em um desses mandados, Gabriel foi preso.

 

O influencer utilizava suas redes sociais para promover conteúdos supostamente educativos sobre "Day Trade", um tipo de investimento que envolve a compra e venda de ativos no mesmo dia. A Polícia Federal revelou que o verdadeiro objetivo era atrair pessoas para investirem em um fundo fictício, cujo capital era desviado para a compra de bens de luxo e a manutenção de um estilo de vida ostentador.

 

Enquanto Gabriel exibia uma vida de riqueza e sucesso nas redes sociais, seus investidores, atraídos pela promessa de altos retornos, nunca viam os lucros prometidos. A Polícia Federal informou que o dinheiro arrecadado era utilizado para financiar carros de luxo, uma residência em um condomínio de alto padrão, viagens extravagantes e um estilo de vida luxuoso.

 

O influencer enfrenta agora acusações de crimes financeiros, lavagem de dinheiro, exercício ilegal de atividade de assessor de investimento sem autorização e crimes contra a economia popular.

 

A Polícia Federal continua a investigar o caso, buscando identificar e restituir os valores perdidos pelas vítimas. A defesa de Gabriel não foi localizada para falar do assunto.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »