c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
06/02/2023 às 11h40min - Atualizada em 06/02/2023 às 11h40min

Ministros de Lula anunciam R$ 35 milhões para obras na Via Expressa

Local já havia sido alvo de Ação Civil Pública do MP que apontava risco de colapso nas galerias da via

A liberação de R$ 35 milhões para fazer melhorias na Via Expressa, uma das mais movimentadas da cidade e que sofre constantemente com alagamentos e outros danos causados por chuvas, foi anunciada por ministros de Lula (PT) nesta segunda-feira (6).  No entanto, o dinheiro ainda não está em caixa e aguardará a conclusão de trâmites burocráticos. 

Os ministros Waldez Góes (Integração e do Desenvolvimento Regional) e Jader Filho (Cidades) novamente visitaram a cidade e foram recepcionados pelo prefeito Edinho Silva (PT) durante a manhã. Conforme o anúncio, a Via Expressa, que também é motivo de polêmica e considerados por muitos uma "bomba relógio", terá a recuperação de 1km do canal fechado, construção de uma nova galeria que terá extensão maior, recuperação da pavimentação, novas interligações de galerias em todos os cruzamentos, além da construção de pontes de inspeção para prevenção, execução de contenções e a construção de um reservatório para justamente conter a água das chuvas. 



Contando com recursos dos governos do Estado de São Paulo e Federal, Araraquara soma aproximadamente R$ 40 milhões conquistados após os estragos causados pelas fortes chuvas em dezembro de 2022 para obras consideradas emergenciais.

No caso da Expressa, por exemplo, já havia até sido motivo de uma Ação Civil Pública do Ministério Público, que solicitava trabalhos emergenciais no local por conta de um risco de colapso nas galerias da via. 



Além dos R$ 35 milhões, que apenas foi anunciado e ainda não está em caixa, foram assinadas as ordens de serviços para o início das obras em outros pontos atingidos pelas chuvas na cidade: as pontes da Avenida Armando Sales de Oliveira, que dá acesso aos bairros Vale do Sol e Águas do Paiol, e da Rua 9 de Julho, que faz conexão com o Jardim Cambuy e Jardim Botânico. Além disso, serão investidos recursos federais no reestabelecimento da travessia rural na ARA 33, que dá acesso à rodovia Washington Luís e na obra de limpeza e recuperação de córregos.

Além dessas obras, está em processo de aprovação do plano de trabalho, a travessia que fica no córrego do Serralhal e dá acesso ao bairro Veredas do Campo, na região do Serra Azul, zona norte da cidade.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »