c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
08/07/2021 às 18h18min - Atualizada em 08/07/2021 às 18h18min

"Estratégia maldosa", diz oposição sobre CEI assinada por apoiadores de Edinho Silva

Investigação vai acontecer depois que toda a população adulta receber a segunda dose

Os vereadores de oposição ao governo de Edinho Silva divulgaram nesta quinta-feira (8) uma nota de repúdio sobre a Comissão Especial de Inquérito (CEI) assinada pela base governista. A manobra política vai investigar os contratos firmados pela prefeitura, inclusive a compra de respiradores, porém somente após a vacinação de toda a população adulta com a segunda dose. 

De acordo com os veredores de oposição, a CEI da base governista investigará apenas os fatos apontados pelo Tribunal de Contas, enquanto eles queriam a averiguação de ações e todo o dinheiro emergencial do Governo Federal que veio para ser usado na pandemia. 

Os vereadores Marchese da Rádio, Dr. Marcos Garrido, Carlão do Jóia, Lineu de Assis e Lucas Grecco classificaram a manobra política como "estratégia maldosa". "Os vereadores da situação viram que o nosso documento de CEI, que é completo e é a favor somente da transparência, estava praticamente encaminhado e, por algum motivo eles resolveram usar de estratégia maldosa, tentando deixar o grupo em uma situação ruim, se não assinasse a CEI prosta por eles, que são a maioria na Câmara", disseram. 

Veja abaixo, na íntegra, a nota de repúdio dos vereadores de oposição

"Vamos às explicações sobre este documento de CEI apresentado pelos vereadores da situação – a favor do governo Edinho – na tarde desta quinta-feira (08), com a assinatura de pelo menos 11 vereadores DA CASA DE LEIS.
 
No documento deles, em linhas gerais, há indicação de que a Comissão Especial de Inquérito (CEI) só terá início quando for cumprido todo calendário vacinal, incluindo a segunda dose. Isso pode ser daqui dois meses, três ou em algum mês de 2022, enfim;
 
Já no nosso documento (da oposição, que tem o objetivo de levar a transparência real do dinheiro gasto na pandemia), existe um prazo de 30 dias que foi dado, justamente, pensando em incluir o fim do calendário vacinal da primeira dose, que na opinião do grupo, seria o suficiente.
 
No objeto da CEI do Prefeito Edinho – o que hoje é válido - diz que a investigação se dará, APENAS, nos fatos apontados pelo Tribunal de Contas. Ou seja, somente o que teve apontamento de irregularidade no Tribunal de Contas será investigado.
 
Já no nosso documento – (da oposição) pedimos a investigação de AÇÕES E TODO O DINHEIRO EMERGENCIAL DO GOVERNO FEDERAL, que veio para ser usado, especificamente, na pandemia. Ou seja, se comprado um lote de luvas, por exemplo, a prefeitura terá que prestar conta deste lote, com notas fiscais e todo o restante do processo de compra.  
 
Existem outras questões colocadas no documento da CEI do Prefeito Edinho, que dá brechas jurídicas, com interpretações diversas, que na nossa opinião, são equivocadas e não traz transparência dos fatos.

E, no nosso documento, somos bem diretos, a INVESTIGAÇÃO TEM QUE ACONTECER EM TODO O PROCESSO USADO COM DINHEIRO PÚBLICO, que é o enviado pelo Governo Federal, que eles tanto ‘metem o pau’.
 
Na opinião do grupo, (OPOSIÇÃO AO GOVERNO), os vereadores da situação viram que o nosso documento de CEI, que é completo e é a favor somente da transparência, estava praticamente encaminhado e, por algum motivo eles resolveram usar de estratégia maldosa, tentando deixar o grupo em uma situação ruim, se não assinasse a CEI prosta por eles, que são a maioria na Câmara. 
 
Segundo a justificativa deles, é que não dá para interferir no trabalho de combate a COVID-19, que está sendo realizado neste momento, em Araraquara, pois prejudicaria. Acreditamos que este discurso é arbitrário, principalmente, quando se compara ao que está acontecendo em âmbito federal. Não está sendo realizada uma CPI? Não querem que se investigue tudo, e se houver irregularidades que os envolvidos paguem? Pois é.... é a mesma situação, aqui, em Araraquara, só que num cenário menor. Até porque estamos falando de um município. 
 
Então, deixamos claro: nós só pedimos a total transparência do dinheiro público, apenas. E eles deram um ‘jeitinho’ de derrubar isso. Parabéns aos vereadores do Governo. O que resta, agora, é que cada cidadão cobre o seu vereador, de acordo com a sua opinião sobre o gasto do dinheiro público. A nossa parte, tentamos fazer!
 
 Assinado: vereadores do Patriota (Marchese da Rádio, Dr. Marcos Garrido e Carlão do Jóia), vereador do Podemos, Lineu de Assis, e Lucas Grecco, do PSL".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »